O Projecto Terra convida ao maior cartaz do Verão de 2010 em Sintra!
São 22 concertos e performances com entrada livre, todas as sextas e sábados de 30 Julho a 08 Outubro, no belo Pátio das Quimeras, onde a Cultura e a Arte agradecem de mãos dadas uma iniciativa montada pela boa vontade dos Artistas e da Associação que trabalham com gosto por Ser.

JULHO

 

30 – NAÇÃO VIRA LATA

É um projecto de pesquisa baseado na percussão africana, e suas influências nos ritmos portugueses, afro-brasileiros e árabes.
Pretende ser um laboratório de experiências músicais, onde se misturam ritmos tradicionais com conceitos contemporâneos, nomeadamente máquinas (LOOP”S),e Samples de recolhas etnográficas.
A ideologia do projecto baseia-se na fusão cultural que existe entre os povos e a importância da música como meio de ligação e sua constante transformação.
O grupo utiliza uma linguagem própria inspirada em cultos afro-brasileiros, que caracteriza as suas canções.
Nação Vira Lata, apresenta-se ao vivo com uma forte componente cénica e uma ligação com o público procurando comunicar através da Alegria do movimento e dos ritmos.,,
É um projecto original que está em constante evolução, sempre na pesquisa e construção de novas ideias artísticas.

Formado por Winga, Lascas, Jorge, André, Papaia e Francisco.

In http://www.myspace.com/nacaoviralata

31 – DJ TRIP2FUN Ricardo Ramos

AGOSTO

 

06 – JOSÉ LENCASTRE

Solo saxophone

In http://www.myspace.com/joselencastre

07 – PROJECTO FLOR DE CACTUS de André Zambi e Federica D’ Agostino

Duo guitarra e voz

13 – DJ ALLIN Pedro Cardoso

14 – ELE & YO música & performance

Joana Ruival e Elena Marcigot de Anunamanta

In http://www.myspace.com/anunamanta

20 – ANDRÉ ZAMBI instrumental ambiente guitarra

In http://www.myspace.com/andrezambi

21 – TRIBAL HOUSE Dj Trip2Fun

27 – POCHETTE poesia&violoncello de João Vicente e Joana

28 – CHILLOUT Dj Trip2Fun

SETEMBRO

 

03 – WINGA KAN – ONE MAN SHOW Nuno Patrício

WINGA KAN, é um espectáculo de percussão TRIBAL, criado por Nuno Patrício percussionista dos Blasted Mechanism.

Através do conceito “ONE MAN SHOW” é desenvolvida uma história musical orientada na execução de diversos instrumentos em simultâneo.

O ambiente do espectáculo é calmo e inspirador.

In http://www.myspace.com/wingakan

04 – C’EST BIEN de André Zambi e Justine Lemahieu

Músicas francesas, duo guitarra e voz

10 – Hugo Claro

Solo guitarra do compositor e guitarrista de Atma

In http://www.myspace.com/hugoclaro

11 – ELE & YO música & performance

Joana Ruival e Elena Marcigot de Anunamanta

In http://www.myspace.com/anunamanta

17 – Hugo Claro

Solo guitarra do compositor e guitarrista de Atma

In http://www.myspace.com/hugoclaro

18 – JOSÉ LENCASTRE

Solo saxophone

In http://www.myspace.com/joselencastre

24 – POCHETTE poesia&violoncello de João Vicente e Joana

25 – GEO de Carlos Cavaco

Geo, Terra, Sonho.
terra do sol, terra da lua, terra de crianças, terra de espírito, terra de som.
geo de inspiração, de improviso, de experimentação minimalista, criativa e emotiva. sons mínimos e totais…sons de ar, sons de cheiro e de toque.

sons meditativos do mundo todo…da alma.
sons de bansuri, de shamphoon, de duduk, de metalofone, do coração.
sons sem preocupação de partida ou de chegada; explorando ambiências de inspiração oriental, celta e de música tradicional portuguesa.

In http://www.projecto-geo.com/

OUTUBRO

 

01 – CÍNTIA MATIAS performance de danças orientais

02 – DJ ALLIN Pedro Cardoso

08 – MINIMAL COOL Dj Trip2Fun

09 – TERESA GABRIEL acústico voz e guitarra

Teresa Gabriel estuda canto lírico, piano e formação musical na Academia de Amadores de Música e estudou canto hindu em Londres com Swati Natekar.

É cantora, guitarrista e compositora profissional há 8 anos e já colaborou com vários projectos folk, electrónicos, celtas, étnicos em Portugal e Inglaterra (ALAP, Terrakota, Ambiens Indages, Jamie Woon, Orchid Star), e já compôs para projectos de dança (Amálgama). Também dá concertos de terapia, cura de voz e taças tibetanas com Lobsang Dorge, Iris e Helena Madeira.

Uma folk acústica de laivos étnicos e místicos, com influências como Joni Mitchell e Jeff Buckley, mas também Ravi Shankar, Vozes Búlgaras ou Dead Can Dance, canta temas originais que são preces de cura e visão com letras filosóficas e reveladoras que vão beber inspiração à poesia sufi, ao xamanismo, às viagens pelo mundo e aos sonhos e visões desta cantautora de espírito nómada e trovadoresco, e sua infinita curiosidade pela vida.

In http://www.myspace.com/teresagabriel37

Anúncios